top of page

A saga do desfralde!

Atualizado: 19 de jan. de 2023


Nem tudo na maternidade são flores. Algumas situações podem ser bastante desafiadoras e o processo de desfralde sem dúvida é um desses momentos. É claro que existem exceções de crianças que começam a usar o peniquinho e até mesmo o vaso sanitário da noite para o dia como num passe de mágica, mas essa não é a regra.

O desfralde é realmente um processo e pode demorar dias, semanas e até meses e é preciso bastante atenção e cautela por parte dos pais e cuidadores para que esse processo aconteça da forma mais natural possível. E é nesse momento tão especial e aguardado que costumamos ouvir muitas dicas e conselhos que nem sempre se aplicam a todos os bebês e acabam nos confundindo e provocando frustrações.

Em meio a tanta informação é importante sabermos identificar o que realmente pode ser útil, então separamos três mitos pra que você consiga identificar os verdadeiros sinais do desfralde e agir no momento certo.


Mito 1 - Existes uma idade certa para iniciar o desfralde

Na verdade existe uma janela para que o desfralde ocorra e isso pode acontecer a partir dos 18 meses, quando os bebês iniciam o processo de controle dos esfíncteres, mas o mais comum é isso acontecer a partir dos dois anos de idade. A janela do desfralde pode ir então até os 3 anos podendo se estender até os 4 para os casos dos escapes noturnos (enurese noturna).

A verdade é que quem determina o momento do desfralde é a criança e isso geralmente acontece quando a maturidade cognitiva alcança o momento em que a criança consegue identificar que está fazendo as necessidades e começa a verbalizar de alguma forma que está fazendo ou que fez xixi ou cocô.


Mito 2 - O bebê estará pronto para o desfralde quando começar a pular com os dois pés

Essa crença foi criada pelo fato de que pular tirando os dois pés do chão ao mesmo tempo demonstra que ela possui controle dos músculos do assoalho pélvico, musculatura responsável pelo controle dos esfíncteres. Contudo o desfralde só acontece quando o bebê atinge a maturidade emocional e cognitiva que lhe proporcionará as condições ideais para largar de vez a fralda.


Mito 3 - O redutor de assento é melhor que o peniquinho

Algumas pessoas acreditam que o ideal é que a criança aprenda a usar o vaso sanitário de uma vez pra que não precisem passar por outro processo depois, passar do peniquinho para o vaso. Contudo isso não é uma regra, uma vez que no vaso muitas vezes as crianças não tem o apoio para os pés importante principalmente para o cocô, pois é nessa posição em que ocorre a prensa abdominal que auxilia os movimentos peristálticos no esvaziamento do reto. Por essa razão talvez o peniquinho seja a opção mais pratica, já que para usar o vaso é essencial que se disponha de um banquinho. Mas existem algumas opções de redutores de assento que vem com escada para facilitar o acesso e que valem a pena o investimento.


 

Vale lembra que o desfralde é um dos marcos de desenvolvimento que pode levar mais tempo para ser estabelecido e respeitar o tempo da criança é fundamental para evitar traumas e regressão no processo. Contudo, existem alguns sinais e indícios aos quais devemos estar atentos para nos certificarmos que estamos no caminho certo ou que algo está acontecendo de forma incomum, por isso separamos um vídeo bem legal da pediatra Kelly Oliveira que traz dicas bem simples que vai te ajudar nesse processo.




Mas, se você quer saber mais sobre a primeira infância e tudo o que abrange o desenvolvimento dos pequenos corre lá na nossa página e adquira nosso curso de Desenvolvimento Infantil na Primeira Infância. Lá você vai aprender tudo sobre as fases de desenvolvimento e como lidar com cada uma delas!


USE O CUPOM - blog80 e GANHE 80% de desconto !



24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page